Quantos dentes tem um tubarão?

Perguntado por: ucarvalho . Última atualização: 16 de julho de 2022
4.8 / 5 3 votos . 5 colaboradores . 1177 visualizações

80 dentes

Possuem no total 80 dentes, quando adultos, distribuídos em duas fileiras em cima e embaixo da mandíbula. Eles também têm a capacidade de se renovarem em pouco tempo.

O pacífico tubarão-lixa.

tubarão-branco

Os três mil dentes do tubarão-branco
Além da silhueta impressionante, o que mais apavora as pessoas são os três mil dentes triangulares, serrilhados e muito afiados, de 7,5 centímetros de altura, inseridos nas maxilas em fileiras um pouco inclinadas para dentro.

Embora as primeiras espécies que venha à mente sejam grandes e ameaçadoras quando se fala desse assunto, a verdade é que o animal com mais dentes é menor do que parece. É o bagre (ordem Siluriformes) e tem incríveis 9280 dentes.

Em números, são os moluscos como caramujos, lesmas e caracóis, os animais (invertebrados) que mais possuem dentes na boca: são entre 2.000 e 15.000 microdentes.

Quase todos os animais possuem dentes. Quando se trata de peixes, depende da espécie. Os dentes podem ser encontrados em sua boca, lábios, garganta, língua e maxilar superior e inferior. Os tipos de dentes variam de acordo com sua alimentação.

80 dentes

Possuem no total 80 dentes, quando adultos, distribuídos em duas fileiras em cima e embaixo da mandíbula. Eles também têm a capacidade de se renovarem em pouco tempo.

Os tubarões-azuis têm uma fileira de dentes de 24 a 31 entalhes na mandíbula superior e 25 a 34 na mandíbula inferior. Seus dentes costumam ser substituídos em períodos de 8 a 15 dias.

Isso depende muito do gênero e da alimentação do animal. Um Tubarão Branco (Carcharodon carcharias) possui uma media de 300 dentes e deve trocar seus dentes sempre quando eles ficam gastos ou se quebram, isso daria um centenas de vezes por ano.

O tubarão-baleia apresenta cerca de 300 pequenos dentes em sua boca, cuja função permanece desconhecida, e 10 pares de órgãos filtradores, que auxiliam na alimentação deste condricte.

O megalodonte tinha uma dentição muito robusta, e tinha mais de 250 dentes nas mandíbulas, que abrangiam 5 fileiras. É possível que indivíduos grandes de megalodonte possuíssem mandíbulas que mediam aproximadamente os 2 metros de diâmetro.

Os “temíveis” dentes
A priori, os dentes do cação, ao longo da vida, são constantemente substituídos. Basicamente, eles perdem uma média de 6.000 dentes por ano. Ao todo, são em torno de 30.000 dentes durante toda sua vida.

hipopótamo

O hipopótamo tem a maior boca entre os animais terrestres. É herbívoro e come 80 kg de vegetais por dia.

O hipopótamo também tem os maiores caninos de qualquer animal terrestre, que parecem duas espadas e chegam a colossais 40 centímetros de comprimento. Essencialmente, estamos lidando com um monstro do porte de um caminhão, com dentes capazes de esmagar dois seres humanos em uma mordida.

Após coletar alguns animais da espécie e levá-los para um laboratório, o pesquisador constatou que os dentes dos peixe-dragão são quase duas vezes mais afiados que os de um tubarão.

São equipados pela evolução com uma das mandíbulas mais poderosas da Terra, contendo 80 dentes e uma força que pode passar de 1 tonelada. Ainda sobre a dentição, uma das características distintas entre crocodilos e jacarés é que, no primeiro, o quarto dente canino fica exposto para fora da boca.

A fórmula dental dos rinocerontes é: 1-2/0-1, 0/1-1, 3-4/3-4, 3/3, ou seja, 24-34 dentes, quase todos pré-molares e molares. Os caninos e incisivos são vestigiais excepto nos rinocerontes asiáticos, que têm os incisivos inferiores transformados em fortes presas.

Tanto o urso quanto o leão possuem dentição do tipo heterodonte, constituída por cerca de 42 e 30 dentes respectivamente. Analisando os incisivos observa-se em ambas as espécies uma quantidade de 6 dentes em cada mandíbula (superior e inferior) e estes num tamanho bem reduzido.

ORNITORRINCO

1) ORNITORRINCO
Na falta de dentes, seu bico abriga placas de queratina que ele usa para mastigar. O ornitorrinco tem ainda outra peculiaridade: é um mamífero venenoso. Esporas em suas patas traseiras inoculam uma substância tóxica que causa extrema dor a humanos.

A fórmula dental dos rinocerontes é: 1-2/0-1, 0/1-1, 3-4/3-4, 3/3, ou seja, 24-34 dentes, quase todos pré-molares e molares. Os caninos e incisivos são vestigiais excepto nos rinocerontes asiáticos, que têm os incisivos inferiores transformados em fortes presas.