Qual umidade do ar ideal?

Perguntado por: uribeiro . Última atualização: 15 de julho de 2022
4.1 / 5 16 votos . 6 colaboradores . 796 visualizações

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o nível ideal para o organismo humano gira entre 40% e 70%. Acima desses valores, o ar fica praticamente saturado de vapor d'água, o que interfere no nosso mecanismo de controle da temperatura corporal exercido pela transpiração.

Quando a umidade do ar está muito baixa, ou mesmo, muito alta pode haver problemas, principalmente respiratórios. Com a umidade muito baixa (menos que 30%), as alergias, sinusites, asmas e outras doenças tendem a se agravar. Já, quando a umidade relativa do ar é muito alta, podem surgir fungos, mofos, bolores e ácaros.

50%

Quando o calor está associado ao tempo seco, há baixa umidade do ar. A umidade ideal para dormir fica entre 30 e 50%.

50%

Quando o calor está associado ao tempo seco, há baixa umidade do ar. A umidade ideal para dormir fica entre 30 e 50%.

Já o 100%, que acontece na natureza às vezes, indica que o ar está saturado e não pode absorver mais água. É como pôr tanto açúcar no chá que ele não dilui mais e acumula no fundo.

Quando temos uma umidade muito alta, ocorre a proliferação dos fungos, desencadeando crises de rinite, com congestão nasal e espirros”, explica a pneumologista. Pacientes com asma também costumam ter crises com o tempo nestas condições, apresentando sinais como tosse, falta de ar e chiado ao respirar”, acrescenta.

Em resumo, se a umidade do ar for baixa, o local geralmente apresenta clima seco e baixo índice pluviométrico. Por outro lado, se a umidade do ar for alta, o local possui um clima úmido com maiores ocorrências de chuva.

Há também os efeitos da umidade sobre a sensação térmica, pois quanto mais úmido for o ambiente, maiores serão os efeitos da temperatura sobre nós. Assim sendo, onde estiver fazendo calor, se a umidade aumentar, aumentará o “abafamento”, fazendo com que a sensação térmica seja bem superior à temperatura real do ar.

A umidade do ar diz respeito à quantidade de vapor de água presente na atmosfera - o que caracteriza se o ar é seco ou úmido - e varia de um dia para o outro. A alta quantidade de vapor de água na atmosfera favorece a ocorrência de chuvas. Já com a umidade do ar baixa, é difícil chover.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), os índices de umidade entre 50% e 80% são os ideais. Abaixo de 30%, sinais de desconforto começam a surgir, e o sinal de alerta vem aos 12%.

Geralmente provocados por massas de ar quentes e secas, tal situação pode causar, além dos desconfortos citados, danos à saúde. Por este motivo, é interessante saber algumas informações sobre a baixa umidade relativa do ar.

Então recomendamos que faça testes e chegue a um ponto de equilíbrio na temperatura, que permita uma noite confortável sem causar efeitos colaterais, normalmente essa temperatura do ar-condicionado deve estar ajustada entre 20°C e 23°C. Desse modo, você terá um sono de qualidade.

O recomendado é ajustar o aparelho em 23°C, essa é a temperatura ideal para dormir com ar-condicionado, e nem é tão fria, né? O que pode fazer mal é o fluxo de ar direto no rosto e as temperaturas baixas demais, causando um desconforto térmico. Por isso, o local ideal do ar-condicionado faz toda a diferença.

Se você mora em regiões muito quentes, usar o ar-condicionado para dormir é quase uma regra, isso porque com as altas temperaturas, pegar no sono é mais difícil. Mas se você também não quer passar muito frio a noite, a temperatura do ar-condicionado deve estar ajustada entre 20°C e 23°C.

Quando se diz que 80% é a umidade relativa do ar é porque esse ar tem um limite de saturação. Ou seja, estamos com 80% de umidade relativa faltando 20% para esse ar não conseguir mais reter a água”, exemplifica.

O estabelecimento de alta umidade relativa dentro das câmaras, durante o armazenamento, é importante para evitar a desidratação e preservar a qualidade dos frutos. Esta umidade não deve permanecer muito baixa, pois, além da maior perda de peso, causa murchamento e perdas nutricionais (KADER, 1986).

Coriza, tosse intensa, nariz entupido, secreção, dores de cabeça e até mesmo febre são sintomas que podem estar relacionados a problemas respiratórios decorrentes da umidade em excesso.

Como reduzir a umidade do ambiente?

  1. Aumente a ventilação. Abra as janelas e portas do cômodo com frequência para que a luz natural entre e a ventilação seja renovada. ...
  2. Evite que os móveis fiquem encostados na parede. ...
  3. Cuide dos vazamentos e infiltrações. ...
  4. Use um desumidificador de ar.

60%

O padrão ideal de umidade relativa para o período de incubação da maioria das aves é de 50 a 60%, ou seja, (29,0 a 30,0º C no termômetro úmido). Para o período de nascimento (três últimos dias) é de 65 a 70% (31,0 a 32,0º C) no termômetro úmido.

Essa é uma questão capiciosa, da qual os físicos não costumam se ocupar. Mas há uma resposta possível. Uma resposta pode ser 141.678.500.000.000.000.000.000.000.000.000 graus Celsius (há 32 casas neste número). É a chamada temperatura de Planck.