Qual o maior planeta do sistema solar?

Perguntado por: edantas . Última atualização: 15 de julho de 2022
4.3 / 5 2 votos . 6 colaboradores . 1042 visualizações

Júpiter

Quinto planeta a partir do Sol, situado entre Marte e Saturno, Júpiter é o maior planeta do sistema solar, com diâmetro de 142.984 quilômetros – caberiam mil planetas como a Terra em Júpiter. Sua atmosfera é composta principalmente de hidrogênio e hélio.

Isto é igual a 109 diâmetros da Terra e quase 10 vezes o tamanho do maior planeta do sistema solar, Júpiter. Todos os 9 planetas do sistema solar orbitam o Sol por causa da sua enorme gravidade. A massa do Sol é, aproximadamente, 333,000 vezes a massa da Terra e mais de 1,000 vezes a de Júpiter.

Mercúrio

Mercúrio. Mercúrio é o menor dos planetas do sistema solar e, também, aquele que está mais perto do Sol. Além disso, a superfície lá é cinza e apresenta crateras que lembram a Lua. Por ser o mais próximo do nosso astro-rei, Mercúrio é considerado o primeiro na ordem dos planetas.

Mercúrio. É o menor planeta do sistema solar, com um raio de 2.439,7 km e gravidade de 3,7 m/s². Embora seja pequeno, é o planeta mais próximo ao Sol, por isso é o mais quente.

Escolhendo uma escala apropriada, representamos o Sol por uma esfera de 80,0 cm de diâmetro e, conseqüentemente, os planetas são representados por esferas com os seguintes diâmetros: Mercúrio (2,9 mm), Vênus (7,0 mm), Terra (7,3 mm), Marte (3,9 mm), Júpiter (82,1 mm), Saturno (69,0 mm), Urano (29,2 mm), Netuno (27,9 mm ...

Júpiter é o maior planeta do sistema solar, ele está situado entre Marte e Saturno. Quinto planeta a partir do Sol, situado entre Marte e Saturno, Júpiter é o maior planeta do sistema solar, com diâmetro de 142.984 quilômetros – caberiam mil planetas como a Terra em Júpiter.

Com diâmetro de 142.984 quilômetros, esse é o maior planeta do Sistema Solar – para se ter uma ideia da sua imensidão, caberiam mil planetas como a Terra em Júpiter, que possui mais massa que todos os outros planetas juntos.

Atualmente, reconhecemos quatro planetas anões em nosso Sistema Solar, além de Plutão: Ceres, Haumea, Makemake e Éris. Geralmente, eles têm massas muito pequenas, de forma que não são os astros dominantes em suas órbitas e às vezes possuem luas que têm tamanhos muito parecidos com o do próprio planeta anão que orbitam.

Marte

Marte. Quarto planeta a partir do Sol e o mais visível do planeta Terra, Marte possui dois satélites naturais “Fobos e Deimos”, sendo o segundo menor planeta do sistema solar, atrás de Mercúrio.

Basicamente, o principal parâmetro que levou a União Internacional da Astronomia (IAU) a remover Plutão da lista de planetas é o fato de ele não ser capaz de conduzir a sua própria órbita, ou seja, ele depende de outros corpos celestes para influenciar seu trajeto – neste caso, Netuno, de um lado; e diversos objetos ...

De Mercúrio a Netuno
Os planetas do Sistema Solar formam um conjunto de oito planetas que giram em torno do sol. Ele são: Mercúrio, Vênus, Terra, Marte, Júpiter, Saturno, Urano e Netuno.

Em 2006 a União Astronômica Internacional (UAI) criou uma definição formal do termo "planeta", a qual fez Plutão deixar de ser planeta e ganhar a nova classificação de planeta anão, juntamente com Éris e Ceres.

Vénus

De facto, Vénus é o planeta mais quente do sistema solar, sendo mesmo mais quente do que Mercúrio, que está mais próximo do Sol. A sua temperatura média à superfície é de 460ºC devido ao forte efeito de estufa que acontece a grande escala em todo o planeta.

Cinturão de Kuiper

Plutão é um planeta anão que orbita o nosso sistema solar. Ele está localizado em uma região desse sistema chamada de Cinturão de Kuiper, em uma zona muito afastada do sol e que, portanto, apresenta uma baixíssima influência desse astro.

Júpiter

Júpiter: É o maior planeta do Sistema Solar e recebeu o nome do rei dos deuses. Júpiter é uma imensa esfera gasosa, com uma massa duas vezes maior do que a de todos os outros planetas juntos. É o que mais possui satélites naturais (luas).

O satélite está sempre rodando e faz dois movimentos: gira ao redor da Terra, acompanhando o movimento de translação ao redor do Sol (no chamado movimento de translação da Lua), e em torno de si (movimento de rotação).

Resposta: A distância média de Júpiter ao Sol é de 778 milhões de km. Como a Terra está a 150 milhões de km do Sol isto significa que a distância entre Júpiter e a Terra varia entre 628 milhões de km e 928 milhões de km.

A viagem da sonda, movida por energia solar, até Júpiter durou quase cinco anos. Segundo a Nasa, Juno deve desacelerar para uma velocidade de 542 metros por segundo no intuito de ser capturada pela órbita do planeta.

O planeta recém descoberto foi batizado com o nome Proxima d. Ele orbita a estrela Proxima Centauri a uma distância de cerca de 4 milhões de km, o que é menos de um décimo da distância entre Mercúrio e o Sol.

O raio equatorial da Terra é de 6378 km, enquanto o de Vênus, 6051 km. Uma diferença não muito grande. Marte, por sua vez, é bem menor. Seu raio é de 3397 km, ou seja, um pouco maior que a metade do nosso planeta.