Qual gameta esta presente no grão de pólen?

Perguntado por: ajordao4 . Última atualização: 15 de julho de 2022
4.7 / 5 17 votos . 10 colaboradores . 885 visualizações

O grão de pólen, estrutura surgida nas gimnospermas, está presente nesse grupo e nas angiospermas. Ela não é o gameta masculino, e sua denominação correta é micrósporo, um elemento que contém o gametófito masculino, ou seja, a estrutura capaz de produzir gametas.

anterozoide

O gameta masculino flagelado das plantas recebe o nome de anterozoide. Ele é encontrado em briófitas, pteridófitas e algumas gimnospermas (cicadáceas e Ginkgo).

A célula geradora divide-se, originando dois núcleos espermáticos, que se dirigem para o tubo polínico. Esses núcleos espermáticos são os gametas masculinos das gimnospermas. Um desses núcleos espermárticos fecunda a oosfera, dando origem a um zigoto diplóide.

Na evolução dos vegetais, o grão de pólen surgiu em plantas que correspondem, atualmente, ao grupo dos pinheiros. Isso significa que o grão de pólen surgiu antes a) dos frutos e depois das flores.

Principais polinizadores. Os animais polinizadores são, em sua maioria, insetos tais como abelhas, moscas, borboletas e etc. Mas também há polinizadores vertebrados, como aves, morcegos, mamíferos não voadores, lagartos e muitos outros.

Sabemos que o grão de pólen deve ser levado até a parte feminina da flor para que ocorra a polinização. Em uma angiosperma, o grão de pólen é produzido na região: a) do cálice.

O grão de pólen é extremamente resistente e garante grande eficiência reprodutiva. É por causa de seu surgimento que gimnospermas e angiospermas não dependem da água para a reprodução, pois garante que o tubo polínico faça o transporte do gameta masculino até o gameta feminino.

Após a polinização, o grão de pólen, ao cair no estigma da flor, forma um longo tubo, o tubo polínico, que leva os gametas masculinos até o feminino. Após a polinização, o grão de pólen, ao cair no estigma da flor, forma um longo tubo, o tubo polínico, que leva os gametas masculinos até o feminino.

¨ Androceu: aparelho reprodutor masculino da flor. O androceu é constituído pelos estames, estruturas onde se formam os grãos de pólen, o gameta masculino da flor; ¨ Gineceu: aparelho reprodutor feminino. O gineceu é constituído pelos carpelos, local onde ficam guardados os gametas femininos da flor.

Na espécie humana, os gametas são o ovócito secundário ou óvulo (gameta feminino) e espermatozoide (gameta masculino): Ovócito secundário ou óvulo: célula grande, imóvel com a presença de material nutritivo.

O gineceu é formado pelo conjunto de carpelos de uma flor. O androceu é formado pelo conjunto de estames (estruturas formadas pela antera e filete) de uma flor. No gineceu, encontra-se o óvulo, que contém o saco embrionário (gametófito feminino) e a oosfera (gameta feminino).

Já nas gimnospermas e angiospermas, o gameta masculino é o núcleo espermático, e o gameta feminino também chama-se oosfera. O núcleo espermático encontra a oosfera graças ao desenvolvimento do tubo polínico.

Em algumas gimnospermas, como nas gincófitas (Ginkgo biloba), os gametas são flagelados denominados anterozoides, assim como nas pteridófitas. Depois da fecundação, o óvulo modifica-se em semente que contém o embrião do esporófito.

Reprodução das gimnospermas
O estróbilo masculino produz pequenos esporos chamados grãos de pólen. O estróbilo feminino produz estruturas denominadas óvulos.

antera

O grão de pólen é produzido na antera da flor, que é a porção terminal dos estames. O grão de pólen é essencial para a reprodução das gimnospermas e angiospermas. Essa estrutura garante que os gametas masculinos cheguem até o gameta feminino por meio da sua germinação e do surgimento do: a) estigma polínico.

1- Importância do pólen para as plantas
O pólen é o elemento fornecido pelas estruturas masculinas da flor. Na natureza, o objetivo da reprodução cruzada é a geração ou manutenção da variabilidade genética das espécies, tanto entre, como dentro de populações, para que haja a possibilidade de continuidade da evolução.

O grão de pólen ou também denominado de micrósporo, representa a estrutura reprodutiva masculina das plantas fanerógamas, e são produzidos por meiose no microsporângio.

Esses insetos são conhecidos por cumprirem um papel fundamental na natureza, que é a transferência do pólen das anteras de uma flor para o estigma delas.
...
3 espécies arbustivas

  • Odontonema - Odontonema strictum.
  • Marianinha - Streptosolen jamesonii.
  • Erva-cidreira arbustiva - Lippia alba.

Autopolinização. As plantas monóicas (que possuem ambos os órgãos reprodutores) podem apresentar autopolinização, ou fecundação direta, quando o grão de pólen do androceu se fixa no estigma do gineceu da mesma flor.

Um grão de pólen, ao atingir o estigma de uma flor de mesma espécie, é estimulado a se desenvolver por substâncias indutoras presentes no estigma. O pólen forma um longo tubo, o tubo polínico, que cresce pistilo adentro até atingir o óvulo.