Qual é o produto da desidratação de um acido carboxílico?

Perguntado por: aandrade . Última atualização: 15 de julho de 2022
4.7 / 5 2 votos . 12 colaboradores . 1464 visualizações

Nesse caso a reação de desidratação acontece entre duas moléculas de ácido carboxílico, em que teremos como produto da reação uma molécula de anidrido alifático e uma molécula de água.

A reação I é uma desidratação intermolecular. II. O nome oficial do produto orgânico formado na reação I é o éster etoxietano.

Quando o propan-1-ol sofre uma reação de desidratação intramolecular na presença de ácido, forma um alceno, como na equação a seguir: A formação do alceno ocorre quando a hidroxila presente no carbono 1 interage com um hidrogênio do carbono 2 (carbono secundário), resultando em uma molécula de água.

Quando um álcool interage com outro álcool ou um ácido carboxílico interage com outro ácido, ou ainda quando reagem entre si, ocorrem reações de desidratação intermolecular.

A desidratação intermolecular de álcoois é quando a reação ocorre entre moléculas, ocorrendo a perda de uma molécula de água para cada duas moléculas de álcool.

Na hidrólise, ocorre a quebra de moléculas pela ação da água, mas na desidratação ocorre a formação de moléculas de água. A hidrólise pode ser enzimática (presença de enzimas) ou ácida (atuação de ácidos fracos ou fortes), já a desidratação pode ser intermolecular ou intramolecular.

a) Desidratação intramolecular
É a reação de desidratação em que a molécula de água é formada pelos componentes de uma única molécula de álcool. Nessa molécula, a hidroxila da estrutura interage com um hidrogênio do carbono adjacente, o que origina a água.

O anidrido acético (esse nome usual vem do latim acetum, que significa “azedo”), também chamado, pela nomenclatura oficial, de anidrido etanoico, é o anidrido mais importante, pois é usado na indústria para a obtenção de ácido acetilsalicílico, conhecido comercialmente por aspirina, medicamento usado como antitérmico.

Desidrogenação é uma reação química que envolve a eliminação de hidrogênio (H2). É o processo reverso da hidrogenação. Reações de desidrogenação podem ser tanto processos de larga escala na indústria quanto de pequena escala em laboratório.

Reações de eliminação são o processo em que ocorre a quebra de uma molécula, desvinculando uma das partes do composto. Para que a reação aconteça, é necessária a presença de um catalisador específico para cada tipo de reação e molécula.

O anidrido resultante será chamado de anidrido fosfórico. Alguns anidridos ácidos, ao reagirem com a água, possuem a capacidade de formar dois ácidos diferentes, por isso, são denominados anidridos duplos ácidos. Entre os anidridos duplos ácidos, temos: Hexóxido de Dicloro: Cl2O.

Eliminação de água ou desidratação
Os álcoois, por exemplo, podem sofrer desidratação e esse processo pode ocorrer de duas formas: intramolecular, quando a reação se dá na própria molécula de álcool; ou intermolecular, quando a reação acontece entre duas moléculas de álcool.

As reações de eliminação são aquelas em que moléculas de água e um novo composto químico são formados a partir de um único composto orgânico. Na equação, verifica-se a ocorrência de reação de eliminação porque temos no reagente a substância 1 (um álcool) e no produto um alceno e uma molécula de água.

Um tipo de reação de eliminação é a desidratação, na qual a molécula que se perde é a da água.

Desidratação é uma doença potencialmente grave que se caracteriza pela baixa concentração não só de água, mas também de sais minerais e líquidos orgânicos no corpo, a ponto de impedir que ele realize suas funções normais.

Quando a água participa de uma reação como produto, o processo recebe o nome de reação de síntese por desidratação, pois são retirados átomos de H e O da molécula, que se unem, formando uma molécula de água. isso ocorre nas ligações entre aminoácidos para formar as proteínas.

Temos quatro tipos de reações de eliminação:

  • desidrogenação;
  • de-halogenação;
  • de-halogenidretos;
  • desidratação.

Basicamente uma hidrólise entre água e um sal. Resultando em um ácido caso a solução obtiver um Ph menor que 7 ou base com Ph maior que 7. Um exemplo básico dessa hidrólise é a dissolução do esmalte dos dentes pelos ácidos contidos na boca, ocasionando a cárie.

O processo de hidrólise proteica consiste na clivagem química ou enzimática de moléculas de proteínas em pequenos peptídeos de tamanhos diversos e, eventualmente, em aminoácidos. Os hidrolisados proteicos podem ser obtidos basicamente através da hidrólise química ou enzimática (ADLER-NISSEN, 1985).

A hidrólise de uma proteína ocorre quando suas unidades de aminoácidos são separadas umas das outras pela quebra da ligação peptídica existente entre elas. Isso ocorre em decorrência da ação da água e de algum outro agente.