Quais são os sintomas da variola do macaco?

Perguntado por: lourique . Última atualização: 15 de julho de 2022
4.1 / 5 6 votos . 13 colaboradores . 656 visualizações

Os sinais da varíola do macaco que não devem ser ignorados

  • Alta temperatura corporal.
  • Dor de cabeça.
  • Dores musculares.
  • Dor lombar.
  • Gânglios inchados.
  • Calafrios.
  • Exaustão.

No geral, os sintomas iniciais da varíola são bastante similares ao de uma gripe e incluem, por exemplo, febre, dor de cabeça, mal-estar e dores musculares. Depois, o vírus se espalha pelo corpo por meio do sistema linfático e surgem manchas avermelhadas por toda parte.

Confirma-se o diagnóstico da varíola pela comprovação da presença de DNA da varíola por testes de PCR com amostras de vesículas ou pústulas. Ou o vírus pode ser identificado por microscopia eletrônica ou cultura viral de material raspado de lesões de pele e depois confirmado por PCR.

A monkeypox é transmitida por meio de contato com sangue, fluidos corporais, lesões de pele ou mucosa de animais infectados. A transmissão de pessoa a pessoa ou transmissão secundária pode ocorrer por contato com secreções respiratórias infectadas, lesões de pele ou com objetos e superfícies contaminadas.

A prevenção contra a varíola dos macacos pode ser feita através de uma boa higienização das mãos, atitude que já estamos acostumados após a pandemia da Covid-19. Sempre devemos higienizar com água e sabão e se possível utilizar o álcool gel.

Esses sintomas têm uma duração de cerca de quatro dias, e, após esse período, a doença progride para a forma mais grave, com redução da febre e surgimento de erupções na pele. A varíola provoca lesões na pele e pode levar à morte.

A vacina contra a varíola contém o vírus vivo vaccínia, o qual é aparentado ao vírus da varíola e proporciona imunidade contra este. A vacina é mais eficaz quando administrada antes da exposição.

No Brasil, o primeiro surto de varíola ocorreu em 1555, quando a doença foi introduzida no estado do Maranhão por colonos franceses. Em 1560, ocorreu uma epidemia relacionada ao tráfico de escravos africanos e em 1562-63, a doença foi trazida pelos próprios portugueses.

Sintomas de varíola
Elas podem ter dor abdominal intensa e ficar delirantes. Depois de dois ou três dias, surgem manchas planas e vermelhas na boca e na face. Pouco depois, elas se espalham para o tronco e as pernas, depois para as mãos e os pés.

A diferença é que, na catapora, as vesículas estão em diferentes fases de desenvolvimento - algumas são pequenas e outras, maiores. Já no caso da varíola, as bolhas estão no mesmo estágio”, afirma Celso Granato, infectologista do Fleury Medicina e Saúde.

Não existem tratamentos específicos ou vacinas contra a varíola dos macacos, mas a OMS ressalta que a vacina para a varíola tradicional, que foi erradicada com a campanha de imunização que durou até a década de 1970, é até 85% eficaz para prevenir casos da versão que se espalha hoje.

OMS desaconselha vacinação em massa contra varíola Monkeypox; imunização deve ocorrer só em casos específicos - Instituto Butantan.

Existem opiniões conflitantes sobre quanto tempo dura a imunidade de uma vacinação contra a varíola. Não existe nenhum estudo que tenha avaliado na vida real a capacidade de proteção conferida por uma vacina dada décadas antes.

A varíola é uma doença infecciosa altamente contagiosa causada por um vírus do gênero Orthopoxvírus, que pode ser transmitido através de gotículas de saliva ou de espirro.

Anos de pesquisa levaram ao desenvolvimento de vacinas novas e mais seguras (segunda e terceira geração) para a varíola, algumas das quais podem ser úteis para a varíola dos macacos e uma das quais (MVA-BN) foi aprovada para prevenção da doença em específico.

Profilaxia é o termo utilizado para denominar as medidas utilizadas na prevenção ou atenuação de doenças. Hábitos corriqueiros de higiene, como lavar as mãos e refrigerar os alimentos, são algumas das profilaxias mais comuns. Esses atos são consideradas profilaxias pois atuam na eliminação dos micro-organismos.

Tratava-se da varíola, do- ença infecto-contagiosa exclusiva do homem, causada por um vírus chama- do Orthopoxvirus variolae. Para que se tenha uma idéia de sua magnitude, só durante os 80 anos em que esteve ativa, no século passado, a varíola matou mais de 300 milhões de indiví- duos.

A pequena cicatriz que se forma no braço direito é uma reação natural do corpo à bactéria Mycobacterium bovis.

As vacinas são produtos biológicos que estimulam a defesa do corpo contra alguns microrganismos (vírus e bactérias) que provocam doenças. Podem ser produzidas a partir de microrganismos enfraquecidos, mortos ou a partir de alguns de seus derivados.

As vacinas funcionam estimulando uma resposta do sistema imunitário a um vírus ou bactéria. Isto cria uma «memória» no sistema imunitário. Esta memória imunitária permite ao corpo «lembrar-se» de um vírus ou bactéria específicos, para que possa proteger-se contra este vírus ou bactéria e prevenir a doença que provoca.