O que Yorkshire pode comer?

Perguntado por: dgalvao . Última atualização: 15 de julho de 2022
4.7 / 5 15 votos . 13 colaboradores . 621 visualizações

A dieta dos cães pode ser baseada apenas em ração (húmida ou seca), em comida caseira ou numa combinação de ambos! Aconselha-se sempre optar por uma dieta equilibrada com ração seca, pois traz imensas vantagens em relação à alimentação caseira.

O ideal é que você verifique na própria embalagem de ração o que eles indicam, tendo em vista que os nutrientes bem como sua absorção podem variar de uma marca de ração para outra, mas em geral, quando filhote, a alimentação deve ocorrer cerca de 4 vezes ao dia. Já quando adulto, o ideal são duas vezes ao dia.

A princípio, sim, o cachorro pode comer arroz, visto que é um alimento saudável e não contém nenhuma substância nociva ao organismo canino. Porém, por ser muito rico em carboidrato, é preciso tomar cuidado em relação à quantidade oferecida, pois pode causar excesso de peso no pet.

A dieta dos cães pode ser baseada apenas em ração (húmida ou seca), em comida caseira ou numa combinação de ambos! Aconselha-se sempre optar por uma dieta equilibrada com ração seca, pois traz imensas vantagens em relação à alimentação caseira.

Conforme explica a Dra. Mariana, alguns dos legumes mais recomendados para cães são chuchu, abobrinha, cenoura, berinjela e couve-flor. Segundo ela, isso ocorre pela boa palatabilidade, pelo baixo teor de calorias e por serem ricos em água. Outras opções que também podem ser oferecidas são ervilha e pepino.

Cachorro pode comer frango, mas, dependendo do preparo do alimento e da maneira como o ingrediente entrará para a dieta do cachorro, pode fazer mal. Além disso, alguns cães podem ter alergia às proteínas das aves. A carne do frango é um ingrediente saudável e muito comum nas alimentações para cães.

Espinafre: o espinafre, além de delicioso, é uma das verduras mais ricas em nutrientes, como cálcio, potássio, magnésio, fósforo e ferro. Deve estar cozido e sem tempero. Goiaba: a goiaba também está na relação dos alimentos que cachorro pode comer. A fruta é rica em ferro e vitaminas A, B e C.

Ao contrário de muitos alimentos proibidos, o arroz para cachorro é liberado. O alimento não possui nenhum componente considerado nocivo para o organismo dos cães. Na verdade, o grão pode trazer até mesmo alguns benefícios para a saúde dos peludos, sendo uma fonte de ferro, fibras, vitamina D e cálcio.

A melhor forma de definir um horário para alimentar o cachorro é criando uma rotina. A primeira refeição deve ser servida no horário que o cachorro acorda, que costuma ser sempre o mesmo horário. A última refeição do cão não deve ser muito tarde, o ideal é que não ultrapasse o horário das 17 e 18 horas.

A seguir, confira as recomendações da veterinária: Filhotes de 2 a 4 meses de idade: 4 vezes ao dia. Filhotes de 4 a 8 meses de idade: 3 vezes ao dia. Cães saudáveis a partir de 8 meses: 2 vezes ao dia.

Raças de porte pequeno: 90g a 120g de ração para cachorro como o Yorkshire Terrier, com peso de 3 kg a 5 kg. Raças pequenas-média: 120g a 190g de ração para cachorro como o Shih Tzu, com peso entre 5 kg a 10 kg.

Na alimentação de cães, pode-se usar tanto arroz branco quanto arroz integral. O arroz integral é menos processado do que o arroz branco e também é menos calórico. Contém mais fibras, vitaminas e proteínas, razão pela qual este tipo é mais benéfico para a saúde do cão.

Uma vez que o veterinário tenha recomendado dar arroz para o cachorro, além das quantidades, é preciso ficar atento também ao preparo do alimento. Este pode ser cozido com água pura ou reaproveitando a água do cozimento de outros alimentos, como carnes e legumes, o que ajuda a dar mais sabor ao cereal.

Maçãs (retire as sementes, elas liberam cianeto no estômago dos cães), pêra, goiaba, banana, manga (sem o caroço), melão, melancia, polpa de coco, mamão, ameixa, caju, caqui, figo, amora, framboesa, morango, laranja, mexerica e abacaxi. Ao contrário do que muitas pessoas pensam, os cães podem comer frutas cítricas.

Alimentação de filhotes
Um filhote de cachorro da raça Yorkshire Terrier deve ser alimentado com ração específica para filhotes de raças pequenas. O tamanho dos croquetes deve ser muito pequeno para evitar asfixia; portanto, nunca devemos usar alimentos para raças médias ou grandes.

Seguem algumas dicas de legumes e verduras permitidos na alimentação dos cães. PERMITIDOS: CENOURA, BRÓCOLIS, ALFACE, COUVE, BETERRABA, VAGEM, BATATA, ABÓBORA, SALSINHA, ERVILHA, CHUCHU, INHAME, PALMITO, ESPINAFRE.

Os principais alimentos usados na comida natural são proteínas (peixe, frango, boi, ovos, porco e vísceras de animais), carboidratos e fibras (arroz integral, lentilha, chuchu, cenoura, abobrinha, chuchu, beterraba, rúcula, brócolis, inhame, batata doce, ervilha) e gorduras (banha suína, óleo de peixe e de coco).

Não é recomendado que você dê frango cru para o seu cachorro. Existem evidências de que mesmo após congeladas, algumas carnes podem apresentar bactérias perigosas aos pets. Portanto, na hora de servir frango ao seu cão, prefira de modo cozido.

Assim, o corte do frango mais indicado para o consumo do cachorro é o peito, ele possui menos gorduras e é mais fácil de remover dos ossos. Não acrescente temperos, alguns podem ser tóxicos para o animal, o melhor é evitar temperar qualquer alimento para os cães.

A boa notícia é que as carnes (incluindo frango) podem sim fazer parte da dieta do cão. Mas é importante que você as sirva levemente cozidas e sem tempero nenhum. Uma boa sugestão é misturar a carne com a ração ou então com o brócolis e a batata para que fique uma refeição mais nutritiva.