O que o poeta Manoel de Barros quis dizer ao afirmar que desde cedo já queria ser fraseador?

Perguntado por: lmoura . Última atualização: 15 de julho de 2022
4.6 / 5 16 votos . 14 colaboradores . 1230 visualizações

01 – O que o poeta Manoel de Barros quis dizer ao afirmar que, desde cedo, já queria ser fraseador? Ele quis dizer que desde menino já queria ser poeta.

A resposta é Naquela ocasião escrevi uma carta aos meus pais que moravam na fazenda contando que eu já decidira o que queria ser no futuro.

Os 10 melhores poemas de Manoel de Barros.

  • 1 – O livro sobre nada. É mais fácil fazer da tolice um regalo do que da sensatez. ...
  • 2- Aprendimentos. ...
  • 3- O menino que carregava água na peneira. ...
  • 4- O apanhador de desperdícios. ...
  • 6- Tratado geral das grandezas do ínfimo. ...
  • 7-O fotógrafo. ...
  • 9-Borboletas. ...
  • 10-Um songo.

É próprio da poesia de Manoel de Barros valorizar seres e coisas considerados, em geral, de menor importância no mundo moderno. No poema de Manoel de Barros, essa valorização é expressa por meio da linguagem (A) denotativa, para evidenciar a oposição entre elementos da natureza e da modernidade.

Frases de amor de Carlos Drummond de Andrade
“Não importa a distância que nos separa, se há um céu que nos une.” “Se você sabe explicar o que sente, não ama, pois o amor foge de todas as explicações possíveis.” “O mundo é grande e cabe nesta janela sobre o mar. O mar é grande e cabe na cama e no colchão de amar.

Formou-se em Direito no Rio de Janeiro. Lá se filiou ao partido Comunista e por conta do apoio de Luís Carlos Prestes a Getúlio Vargas, ficou desiludido com a política abandonando o partido. Embora desde pequeno escrevesse poemas, foi em 1937 que Manoel publicou sua primeira obra: Poemas concebidos sem pecado.

Quando as aves falam com as pedras e as rãs com as águas - é de poesia que estão falando. Manoel de Barros BARROS, M. Poesia Completa.

A poesia é uma “voz de fazer nascimentos”. É assim que o poeta sul-matogrossense Manoel de Barros definia a escrita literária poética. Para ele, a cada vez que uma poesia é criada, é como se fosse criado junto com ela um novo jeito de enxergar o mundo.

  • Birds for a Demolition: Poems (2010)
  • Livro sobre nada (1996)
  • Memórias inventadas (2008)
  • Meu quintal é maior do que o mundo: Antologia
  • Menino do mato (2010)
  • O livro das ignorãças (2000)

Ser menino aos trinta anos, que desgraça Nesta borda de mar de Botafogo! Que vontade de chorar pelos mendigos! Que vontade de voltar para a fazenda! Por que deixam um menino que é do mato Amar o mar com tanta violência?

Tem mais presença em mim o que me falta. Melhor jeito que achei pra me conhecer foi fazendo o contrário. Sou muito preparado de conflitos. Não pode haver ausência de boca nas palavras: nenhuma fique desamparada do ser que a revelou.

As palavras me escondem sem cuidado. Aonde eu não estou as palavras me acham. Há histórias tão verdadeiras que às vezes parece que são inventadas. Uma palavra abriu o roupão pra mim.

Aprendi que o artista não vê apenas. Ele tem visões. A visão vem acompanhada de loucuras, de coisinhas à toa, de fantasias, de peraltagens.

"Como dizia o poeta: amar é querer estar preso por vontade, porém, às vezes o amor nos prende contra a nossa própria vontade." Como dizia o poeta, a felicidade é um caminho escasso e solitário, se não fizermos por nos mesmo ninguém o fará. "Eu sou mais transpiração, do que inspiração".

Manoel Wenceslau Leite de Barros (1916-2014) foi um poeta mato-grossense conhecido por transformar “inutilidades” em poesia, ou seja, mostrou que a poesia está nas coisas mais simples e que há beleza onde menos se espera, como em insetos e cacos de vidro. Saiba mais nesta matéria!

Palavra inventada, o transver indica que o mundo é para ser visto com olhos, memória e imaginação. A expressão normativa impregnou-se do verbo reinventado e traduz-se mais como um con- vite à renovação.

Quintana afirma que o fazer poético é um elaborado exercício intelectual que o artista faz a fim de exteriorizar seus sentimentos e impressões sobre o mundo em que está inserido. No poema Lágrima a criação poética é descrita como algo doloroso e demorado, contrapondo-se à simplicidade do derramar de uma lágrima.

Poema é um texto literário composto de versos, estrofes e, por vezes, rima. Já a poesia é uma manifestação artística que pode ou não estar baseada em palavras como o poema. Assim, a poesia é um conceito mais amplo que pode envolver pinturas, esculturas, literatura, etc.

01 – Qual é o fato principal narrado pelo eu lírico nesse poema? O irmão do eu lírico passou a viver como uma árvore a pedido de um passarinho.

O cuidado com a linguagem é uma característica marcante nos poemas de Manoel de Barros. É possível observar uma subversão da construção sintática, além do emprego constante de neologismos e sinestesias, peculiaridades encontradas também na obra de Guimarães Rosa, a quem Barros é comumente comparado.