O que fazer quando as fezes estão duras e não saem?

Perguntado por: ulacerda3 . Última atualização: 15 de julho de 2022
4.9 / 5 9 votos . 10 colaboradores . 1108 visualizações

Recomendações

  1. Vá ao banheiro sempre que tiver vontade;
  2. Beba muito líquido, mas álcool com moderação, porque ele ajuda a desidratar as fezes;
  3. Saiba que a ingestão de farelo em pó pode aumentar a produção de gases;
  4. Coma frutas, se possível com casca, nos intervalos entre as refeições;

Amolecendo as fezes através da dieta. Beba mais água. A desidratação leva o corpo a extrair dos alimentos a maior quantidade possível de água, fazendo com que seu trato digestivo produza fezes duras, ressecadas. Se hidratar apropriadamente amolecerá o bolo fecal e o ajudará a se mover com mais suavidade pelo intestino.

A obstipação geralmente ocorre quando as fezes permanecem no cólon (intestino grosso) por muito tempo, onde é absorvida muita água, fazendo com que estas se tornem duras e secas, dificultando a sua circulação, expulsão.

Você pode apertar com o dedo ou com a unha. Também vale revezar e apertar um pouco o dedo da mão direita e depois o da esquerda, faça isso entre duas e três vezes. Ao apertar você sentirá como se tivesse areia nesta área do seu dedo.

O que pode causar fezes duras? A resposta não é única. Porém, a mais comum é a dieta pobre em fibras, com baixo consumo de líquidos e alta ingestão de alimentos e bebidas industrializados.

Phosfoenema é uma solução retal, pronta para uso, indicada para o tratamento de prisão de ventre. O medicamento atua como laxativo e deve ser utilizado quando o paciente encontra dificuldades para evacuação.

Com duração de cerca de 45 minutos, cada aplicação custa, em média, R$ 120. “Quem faz uma vez resolve os sintomas da prisão de ventre, mas os outros benefícios só aparecem com a prática regular.

Posicionar o paciente em decúbito lateral esquerdo com MIE estendido e MID fletido. Conectar a solução à sonda retal. Lubrificar a sonda com a própria solução que será utilizada. Introduzir a sonda lentamente no ânus, cerca de 5 a 7 cm nas crianças e 10 a 13cm no adulto.

6-Posicionar o paciente em decúbito lateral esquerdo, com o quadril e joelhos flexionados (posição de Sims). JUSTIFICATIVA: O decúbito lateral esquerdo faz com que a solução desça de acordo com a gravidade seguindo as curvas naturais do intestino. A posição também favorece a retenção do líquido.

Não, a ducha higiênica não traz risco se usada na parte externa do ânus, mesmo se for diariamente. Alguns médicos, inclusive, não recomendam o uso de papel higiênico para se limpar depois de fazer cocô. Isso porque a pessoa pode acabar passando a folha várias vezes ou com força na região, o que pode machucar a pele.

Introduza o tubo do clister no reto.
Aos poucos, coloque a ponta do plástico (ou a ponta do frasco do enema Fleet, lubrificada) até adentrar cerca de 10 cm no reto. Ao inserir o tubo, faça pressão para baixo e exerça força com o ânus, como se fosse evacuar os intestinos. Nunca force a introdução do tubo.

Retirar a tampa do frasco de enema e colocar vaselina na ponta; Introduzir a ponta no ânus lentamente, em direção ao umbigo; Espremer o frasco para liberar o líquido; Remover a ponta do frasco e esperar entre 2 a 5 minutos até sentir muita vontade de evacuar.

Normalmente, o intestino o eliminará de volta dentro de alguns poucos minutos. Após terminada a lavagem, deve-se consumir probióticos , como os iogurtes, por exemplo, para recompor a flora intestinal e seguir uma dieta equilibrada para manter o intestino sempre ativo e saudável.

O clister, enema ou chuca, é um procedimento que consiste na colocação de um pequeno tubo pelo ânus, no qual é introduzida água ou alguma outra substância com o objetivo de lavar o intestino, sendo normalmente indicado nos casos de prisão de ventre, para aliviar o desconforto e facilitar a saída das fezes.

Principais sintomas

  1. Dificuldade para evacuar;
  2. Dor e inchaço abdominal;
  3. Presença de sangue e muco nas fezes;
  4. Cólicas;
  5. Eliminação de fezes pequenas ou em forma de bolas;
  6. Sensação de peso na região do ânus.

Esse procedimento é utilizado para: facilitar a eliminação fecal; aliviar distensão abdominal ocasionada pela flatulência; preparar pacientes para cirurgias ou exames (radiografia do trato intestinal) e remover o sangue em caso de melena. Enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem.

Descrição. O que é: L-Enema é um medicamento pronto para uso destinado como laxativo no alívio da prisão de ventre, obstipação/constipação intestinal, intestino preso.

Músculo reto femoral:
O volume máximo de líquido recomendado para ser injetado neste músculo é de 4-5 ml para adultos.

Geralmente o efeito ocorre de 2 a 5 minutos após a aplicação, conseguindo esvaziar o cólon descendente e retossigmóides. Até 10% do conteúdo da solução pode ser absorvido através do cólon. O fosfato e o sódio que forem absorvidos serão eliminados por via renal.

Idealmente, a lavagem estomacal deve ser feita até 2 horas após a ingestão da substância e precisa ser feita no hospital por um enfermeiro ou outro profissional de saúde capacitado para evitar complicações como a aspiração de líquidos para o pulmão.