O que a ansiedade pode causar no corpo?

Perguntado por: aribeiro . Última atualização: 15 de julho de 2022
4.7 / 5 3 votos . 11 colaboradores . 933 visualizações

A ansiedade pode provocar vários sintomas físicos como arritmia / taquicardia (alteração no ritmo cardíaco ou do coração), vertigens ou tonturas, boca seca, dificuldade respiratória (falta de ar), entre outros.

Posturas corporais, exercícios respiratórios, relaxamentos e meditação são algumas das ferramentas que o yoga oferece para combater a ansiedade. A combinação dessas técnicas ajuda a mudar o padrão respiratório, acalmar os pensamentos e diminuir as reações do corpo.

O transtorno da ansiedade generalizada, também conhecido como TAG, é considerado um distúrbio mental salientado pela preocupação excessiva ou expectativa exorbitante que sai fora do controle por mais de seis meses.

Uma crise de ansiedade, também chamado de ataque de pânico, geralmente dura minutos, porém, pode acontecer de ter mais de uma crise por dia por vários dias. Os principais sintomas incluem aperto no peito, angústia, dificuldade para respirar, taquicardia, tremores, sudorese e sensação iminente de morte.

Sabemos que em casos mais graves, a ansiedade pode levar a um ataque cardíaco (infarto do miocárdio). Portanto, caso você tenha algum dos sintomas que mencionei, ou algum outro, procure um médico. Não bastassem os males causados na mente e no corpo, a ansiedade também pode gerar a morte espiritual.

“Os transtornos ansiosos são condições crônicas. Se não forem tratados, a tendência é que se agravem com o passar do tempo. Os sintomas que, no início do quadro, quase não incomodam ou mal são notados pelo paciente e pelos familiares, passam a incapacitar o indivíduo”, afirma o psiquiatra Gustavo Faria.

Coração acelerado, falta de ar, tremores, angústia, apreensão, suor excessivo, tensão muscular estão entre os sintomas provocados pelo transtorno de ansiedade. E o problema, além de afetar e acelerar os batimentos cardíacos, pode favorecer o desenvolvimento da hipertensão arterial e também arritmias.

Inspire e expire pelo nariz e comece enchendo o abdome de ar. Em seguida, sinta o ar subir para o peito. Ao expirar, esvazie o tórax primeiro e depois sinta o abdome esvaziar como um balão. Este padrão respiratório lento, consciente e específico ajuda a focar a mente no momento presente.

6 remédios caseiros comprovados para ansiedade

  1. Kava-kava. ...
  2. Valeriana. ...
  3. Ashwagandha. ...
  4. Erva cidreira. ...
  5. Camomila. ...
  6. Lavanda.

Tipos de ansiedade: conheça 6 tipos

  1. Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG) Esse é o tipo mais comum e frequente de ansiedade. ...
  2. Fobia social. ...
  3. Síndrome do Pânico. ...
  4. Agorafobia. ...
  5. Transtorno obsessivo-compulsivo (TOC) ...
  6. Estresse pós-traumático.

“Existem algumas graduações para a ansiedade utilizadas na prática clínica: leve, moderada e grave”, afirma a psiquiatra Claudia Chaves Dallelucci.

De acordo com Silva (2020), Freud dividiu a ansiedade em três categoria: Realista, Moral e Neurótica.

A ansiedade passa a ser patológica quando começa a prejudicar o dia a dia, causando transtornos físicos e emocionais e interferindo na qualidade de vida do indivíduo, que não consegue controlá-la.

Geralmente, o período dos picos de ansiedade pode durar até 40 minutos, podendo seu desconforto durar um tempo superior a esse. Ademais, os pacientes com transtorno do pânico podem ter ataques repetidos em intervalos curtos.

Muitos se perguntam se crise de ansiedade pode matar, mas levar à morte propriamente dita não, no entanto, pode agravar um problema já existente ou desencadear uma doença. Muitos pacientes ao longo do tratamento para alcoolismo podem apresentar um ataque de ansiedade, principalmente durante a abstinência.

“Os hormônios do estresse, também chamados de catecolaminas, são estimuladores da musculatura do coração, fazendo com que ele contraia e relaxe. Quanto mais o coração passa por esse processo, mais esse sistema fica ineficiente”, alerta o cardiologista e coordenador do Programa de Infarto Agudo do Miocárdio HCor, Dr.

A ansiedade pode sim melhorar. Há casos mais graves em que há o surgimento do transtorno de ansiedade e que necessitam de tratamento específico. Uma das coisas que mais ajudam pessoas ansiosas é o autoconhecimento e a autoconfiança de que vão conseguir melhorar. A psicoterapia pode ser um caminho.

Para além destes sintomas físicos, a ansiedade pode provocar várias alterações psíquicas, como reações cognitivas (preocupação excessiva, dificuldades de concentração...), comportamentais (tremores, paralisação...) e sociais (dificuldades em falar em público, evitamento de eventos sociais...) que podem afetar a ...

O nível da ansiedade será avaliado pelo psiquiatra a partir do tipo de prejuízos que o paciente apresenta nas atividades diárias. “Algumas pessoas apresentam sintomas (tremores, agorafobia, sudorese, taquicardia) somente quando expostas a determinadas situações.

Comportamentos relacionados a ansiedade patológica que merecem atenção. Preocupação excessiva com a família, emprego, doenças, mesmo sem causas aparentes. Não conseguir executar atividades que exigem concentração. Pensamentos obsessivos que tendem a decorrer sempre para o lado negativo.