Em que situação o socorrista deve usar a pressão digital na artéria?

Perguntado por: ehilario . Última atualização: 15 de julho de 2022
4.8 / 5 8 votos . 4 colaboradores . 1023 visualizações

Utilizar a pressão sobre pulso de artéria quando os dois métodos anteriores falharem ou não tiver acesso ao local do sangramento (esmagamento, extremida- des presas em ferragens).

RESPIRAÇÃO ARTIFICIAL:
Respiração artificial é processo mecânico empregado para restabelecer a respiração, e deve ser ministrado imediatamente, em todos os casos de asfixia. Estes começam com uma parada respiratória e podem evoluir para uma parada cardíaca.

Utilize o torniquete para conter hemorragias em membros sempre que a compressão direta não puder ser realizada ou não for efetiva. O torniquete deve ser aplicado no membro afetado cerca de 5 a 7 cm em posição proximal à lesão. Não aplicar sobre articulações.

Arterial: é o tipo de hemorragia em que são atingidas as artérias, isto é, os vasos que levam sangue do coração ao resto do corpo e, por isso, têm sangue vermelho vivo, com grande fluxo e intensidade.

Como é feito o tratamento

  1. Chamar imediatamente a ajuda médica, ligando para o 192;
  2. Deitar a pessoa e elevar os pés cerca de 30 cm, ou o suficiente para que fiquem acima do nível do coração;
  3. Manter a pessoa quente, utilizando cobertores ou peças de roupa.

A respiração artificial deve ser feita em intervalos de cinco segundos, até que a vítima recupere o movimento da respiração ou até que o atendimento médico especializado chegue ao local. A técnica da respiração boca-nariz geralmente é mais utilizada em crianças.

B - Verificar a respiração: aproxime-se para escutar a boca e o nariz do acidentado, verificando também os movimentos característicos de tórax e abdômen. Se a vítima não estiver respirando devemos proceder imediatamente os procedimentos Parada Cárdio-Respiratória.

Com a aplicação de ventilação artificial, conhecida vulgarmente por respiração artificial, insufla-se ar nos pulmões da vítima até esta conseguir respirar de novo. Limpe o rosto da vítima, vire-lhe a cabeça para o lado e retire-lhe rapidamente qualquer corpo estranho.

Um garrote ou torniquete é um dispositivo usado para barrar a circulação sanguínea, num membro que sofreu uma lesão provocando hemorragia grave.

Normalmente, o sangue de origem arterial, possui grande pressão e é de tom vermelho vivo, por ser rico em oxigênio, portanto, é a forma mais grave de perda, necessitando de atendimento rápido. O sangue de origem venosa possui menor pressão e é de tom vermelho escuro, por ser pobre em oxigênio.

Quais são os tipos de hemorragia?

  • Arteriais – o sangue é vermelho vivo e sai em jato forte, rápida e intermitentemente. É o tipo mais perigoso de hemorragia.
  • Venosas – o sangue é vermelho-escuro e sai de forma contínua e lentamente.
  • Capilares – o sangue tem cor intermediária e brota como pequenas gotas.

De uma maneira geral, podemos classificar a hemorragia em dois tipos básicos: externa e interna. Na hemorragia externa, a perda de sangue é visível; na interna, a perda ocorre no interior do corpo, não sendo observada externamente.

78. Quanto sangue dá para perder sem morrer? De 40% a dois terços do total, dependendo do peso, idade, preparo físico, estado de saúde e local do ferimento.

Hemorragia nada mais é do que a perda excessiva de sangue pelo rompimento de um vaso sanguíneo, veia ou artéria. A hemorragia abundante e não controlada, pode levar à morte entre 3 e 5 minutos.

Primeiros socorros para cortes profundos
Use um pano limpo e seco para pressionar a ferida, a fim de diminuir a perda de sangue. Dentro de alguns instantes o sangramento pode parar, e aqui você deverá higienizar a ferida com água corrente e sabão neutro.

Para fazer um curativo simples de um corte, de forma rápida e correta, deve-se:

  1. Lavar a ferida com água fria corrente e sabão neutro ou soro fisiológico;
  2. Secar a ferida com gaze seca ou pano limpo;
  3. Cobrir a ferida com gaze seca e prendê-la com um esparadrapo, band-aid ou curativo pronto, que se vende em farmácias.

Nota: Cortes superficiais no couro cabeludo podem sangrar mais fortemente porque os vasos sangüíneos no couro cabeludo estão próximos da superfície. Cubra a ferida com um curativo estéril e aplique pressão para parar o sangramento. Se o sangramento não parar após 10 minutos, procure assistência médica imediatamente.

Procedimento para socorrer vítimas de Paradas Respiratórias
Incline a cabeça dela para trás e deixe o queixo erguido. Utilize os dedos indicador e polegar para fechas as narinas. Deixe a boca da vítima aberta e encoste os seus lábios nos dela. Dê dois sopros para que consiga levar ar aos pulmões.

- Se estiver consciente, oriente-a para que não se mexa e não saia do carro. Não tente tirar o acidentado das ferragens; - Se houver como acessar a vítima, use sempre luvas ou um pano limpo para não se contaminar com sangue, secreções e vômito; - Segure a cabeça da vítima para que ela não movimente o pescoço.

Se a vítima não estiver respirando, mas apresentar batimentos cardíacos (pulso), iniciar a respiração artificial conforme o procedimento. Caso não haja sinal de pulso, iniciar a RCP segundo o procedimento.